fbpx
Logo Lenda

Saúde oral do teu cão e gato: 5 Sinais de alerta

Saúde oral canina.

A higiene dentária é fundamental nos cuidados do nosso cão ou do nosso gato. Uma boa limpeza não se trata apenas de ter dentes limpos e brilhantes, vai muito mais além da estética, sendo uma questão de saúde.

A doença dentária começa com a acumulação da placa. Isso é inevitável e pode acontecer mais rapidamente do que o esperado se o animal comer alimentos húmidos, que aderem mais facilmente. Esta placa, inicialmente transparente e viscosa, pode ser facilmente removida, mas se não o for, torna-se amarelada e dura, formando o tártaro, o que é mais difícil de eliminar.

Esta acumulação de sujidade pode levar à gengivite (inflamação das gengivas) e às lesões das estruturas que suportam os dentes, resultando na perda dos mesmos. As bactérias presentes na boca são responsáveis pelo mau hálito e podem causar danos mais graves, uma vez que muitas vezes entram na circulação sanguínea, afetando órgãos vitais como o fígado, rins ou coração (endocardite bacteriana).

Existem raças claramente predispostas a problemas dentários, sendo as de tamanho pequeno ou mini as mais propensas a esta problemática. Isso ocorre porque, devido ao tamanho reduzido da cavidade oral, muitas vezes o espaço não é suficiente e os dentes crescem mal alinhados ou até mesmo sobrepostos, tornando-os mais propensos à acumulação de tártaro. Nestes casos, é importante aumentar os cuidados, sendo muitas vezes necessária a limpeza dentária na clínica sob sedação, o mesmo se aplicando a animais idosos. Com o animal anestesiado, a dentição é cuidadosamente e profundamente limpa, removendo manchas e sujidade, e em casos mais avançados, às vezes é necessário extrair dentes danificados.

Os gatos também são muito propensos a problemas dentários, sendo as doenças dentárias a patologia mais comum em gatos domésticos.

Dicas para uma limpeza correta

Como mencionado, nem sempre é fácil fazer uma escovagem correta, pois a maioria dos animais não deixa. Para isso, é importante habituá-los desde pequenos a manipular a boca e permitir a limpeza.

No mercado, existem escovas de dentes que são colocadas como um dedal no nosso dedo, facilitando o processo. É importante utilizar pastas específicas para eles. De qualquer forma, também estão disponíveis produtos que muitas vezes não exigem escovagem, como géis que são aplicados nos dentes ou na gengiva, libertando-se de forma gradual, pelo que muitas vezes não é necessário fazê-lo diariamente. Existem também formatos de spray ou até mesmo para adicionar à água de bebida, e pós (PlaqueOff) para misturar na comida.

É muito benéfico dar-lhes brinquedos ou snacks mastigáveis que ajudam a limpar os dentes, que auxiliam na remoção de restos de alimentos e estimulam a produção de saliva, que também tem ação de limpeza. Combinando ambos, estão disponíveis brinquedos específicos que têm cerdas, em alguns casos até é possível adicionar pasta de dentes, de modo que ao mordê-los e brincar, eles mesmos realizam o processo.

Recomenda-se uma revisão anual com o veterinário, na qual geralmente se verifica, entre outras coisas, a dentição.

Sinais de alerta sobre a saúde para consultar o veterinário para uma consulta dentária extra incluem:

  • Mau hálito;
  • Gengivas vermelhas e inflamadas;
  • Depósitos amarelos nos dentes;
  • Abscessos: Às vezes, as infeções na boca podem formar abscessos que podem ser vistos sob o olho ou no pescoço. Um dente pode se mover o, até mesmo, cair;
  • Dificuldade em comer: se ele demonstra dor ao mastigar ou mesmo recusa a comida. Se a infeção estiver avançada, mastigar pode ser muito doloroso.

Agora que já sabes um pouco mais sobre a saúde oral do teu patudo, verifica a sua boca para garantir que tudo está correto e, se tiveres alguma dúvida, não hesites em consultar o veterinário!

Picture of Ines

Ines

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Precisa de ajuda?