fbpx
Logo Lenda

Salivação em cães: As 8 Causas e Indicações a ter em conta

Cão castanho em salivação

Todos os cães salivam em maior ou menor quantidade, o que, em princípio, é algo normal.

A salivação pode ser um problema se não se souber porque é que acontece e como a remediar. É por isso que neste artigo explicamos tudo o que precisa de saber sobre as suas causas e os sinais a que deves estar atento.

Apesar de parecer algo que chateia e persegue o teu animal de estimação, a salivação tem uma função muito importante para o seu organismo: ajuda na digestão na primeira parte do processo digestivo.

Como já deves saber, existem raças que produzem mais saliva do que outras. Por um lado, há raças grandes com lábios longos, como São Bernardos ou Dog Alemão, que parecem ter, permanentemente, um fio de saliva pendurado. Isso ocorre porque o lábio superior é muito longo, caindo sobre o inferior e cobrindo-o completamente, fazendo com que a saliva escorra para fora. No entanto, há cães braquicéfalos como Bulldogs, Boxers ou Pugs, nos quais a bagagem constante ocorre devido à sua língua, desproporcionalmente grande, em relação à sua cavidade bucal encontrando-se, frequentemente, pendurada para fora.

Lembra-te de que o aumento da salivação pode ter causas não patológicas, ou seja, consideradas normais:

1 – Alimentação: Se convives com um cão, sabes que a comida suculenta e deliciosa pode fazer com que a bagagem aumente.

2 – Nervosismo: A saliva será mais abundante em animais nervosos e, também, aumentará em situações de stress.

3 – Entusiasmo: O entusiasmo, ou excitação, também podem causar hipersalivação. Se o teu cão salivar mais quando te vê chegar, quando está ansioso porque está na hora de sair e vê-te pegar na trela, quando vê alguém que gosta ou quando brinca com outros cães, isso é normal!

Salivação em cães: As 8 Causas e Indicações a ter em conta

No entanto, outras vezes, a salivação excessiva pode ser indicativa de um problema patológico:

1 – Enjoos: A salivação que ocorre em viagens de carro e outros meios de transporte em animais propensos a enjoo faz parte deste grupo. Normalmente, esta situação é acompanhada por náuseas e precede o vómito.

2 – Desidratação: A causa mais comum de hipersalivação patológica é a desidratação, geralmente, causada pelo calor. Neste caso, será acompanhada por respiração ofegante constante e mucosas pálidas, sendo um dos primeiros sinais de um ataque de calor.

3 – Intoxicação: Outra causa pode ser a intoxicação, sendo a hipersalivação um dos primeiros sintomas, seguida por vómitos, diarreia, febre e, posteriormente, desorientação, dificuldade respiratória, tremores e até convulsões. Isso pode ser causado por vários fatores, sendo os mais comuns produtos químicos (raticidas, herbicidas, pesticidas e inseticidas), anticongelante, medicamentos humanos (ibuprofeno, paracetamol, aspirina), produtos desparasitantes ou produtos de limpeza doméstica como detergentes ou desinfetantes. Alimentos tóxicos como cogumelos, algumas plantas, chocolate ou comida estragada também podem ser a causa.

4 – Reações alérgicas: Estas podem ser provocadas por picadas ou mordeduras de insetos (abelhas, serpentes…), pulgas, agentes ambientais como pólen ou plantas, ou contacto direto com alergénios. A salivação inicial geralmente é acompanhada de coceira, inchaço e/ou vermelhidão, podendo evoluir para problemas respiratórios e choques.

5 – Problemas gastrointestinais: Distúrbios digestivos que causam náuseas e, frequentemente, terminam em vómitos, costumam ser precedidos por hipersalivação.

6 – Doenças na cavidade oral: Desde um dente partido, ou acumulação de tártaro, até uma doença periodontal, inflamação das gengivas, ou da boca em geral, com dor e até úlceras, sem descartar possíveis tumores. A salivação costuma estar acompanhada de mau hálito. Portanto, quando enfrentares uma salivação excessiva, deves considerar se se trata de um comportamento não patológico, que é normal e fisiológico, ou se, após excluir as causas anteriores e/ou se estiver acompanhada de outros sintomas, poderá ter uma causa patológica.

Qualquer dúvida sobre salivação, contacta o teu veterinário de confiança!

Picture of Inês Pinto

Inês Pinto

A minha gata Mia tem um papel fundamental na minha vida. Tal como ela, adoro aproveitar as longas tardes de sol.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WhatsApp
1
Precisa de ajuda?
Conhece as causas e indicações a ter em conta da Salivação