fbpx
Logo Lenda

Como regular a temperatura corporal do teu cão?

cão, temperatura

Não sabes como regular a temperatura do teu cão nos meses de calor? Neste artigo ensinamos-te os melhores truques.
Quando chega o verão, é comum falar sobre o perigo de golpe de calor em cães, como prevenir, detetar ou agir caso aconteça.

Os cães não possuem mecanismos eficazes para regular a sua temperatura corporal, principalmente porque não transpiram como nós, humanos.

Nós, humanos, regulamos a nossa temperatura corporal eliminando o excesso de calor através da pele, por meio do suor, o que é muito eficaz para reduzir a temperatura. Por outro lado, os cães, ao contrário de nós e de outros mamíferos, não possuem glândulas sudoríparas espalhadas pela pele, o que os torna mais propensos a golpes de calor.

Então, se o cão não transpiram como as pessoas, como regulamos a sua temperatura?

Fazem-no principalmente de duas maneiras:

1- Almofadas das patas: uma das formas que os cães têm de regular sua temperatura é através das almofadas das patas, onde eliminam o excesso de calor por transpiração. Uma forma de perceber que o teu animal está com calor é ver as marcas de suas pegadas no chão.

2 – Ofegando: sem dúvida, ofegar é o mecanismo termorregulador mais importante para eles. Talvez já tenhas notado que, quando o teu patudo está com calor, coloca a língua para fora, saliva, ofega e respira mais forte. Isso acontece porque, perante o excesso de temperatura, o sangue quente é bombeado para a língua, que é capaz de eliminar o calor na forma de humidade (daí a salivação constante).

Apesar disso, esses mecanismos de regulação não são tão eficazes quanto os nossos, o que torna relativamente frequente que, diante da impossibilidade de controlar a temperatura, ela se eleve excessivamente e ocorra o temido golpe de calor.

As temperaturas elevadas próprias do verão, os lugares fechados sem ventilação e, especialmente, certas circunstâncias, como cães fechados em carros, fazem com que a sua temperatura corporal aumente rapidamente e logo os seus sistemas limitados de termorregulação sejam incapazes de eliminar o calor excessivo. Isso faz com que a temperatura corporal continue a subir descontroladamente e cause danos nos órgãos internos e falhas nos processos fisiológicos dos nossos animais de estimação. Esses danos podem ser temporários ou irreversíveis e, em muitos casos, podem levar à morte do animal em questão de minutos.

Portanto, tem muito cuidado com teu cão nos dias de temperaturas elevadas e/ou alta humidade do ambiente! É muito importante que tenha sempre acesso a água fresca e sombra.

DICA! É muito prático e eficaz usar um pulverizador cheio de água fresca (não muito fria!) para humedecer frequentemente o rosto, orelhas, mucosas bucais, língua, patas e almofadas das patas em dias muito quentes.

Além disso, uma forma muito boa de ajudar o teu cão nestes meses de calor é com uma alimentação húmida que forneça a hidratação que ele precisa, como é o caso da Lenda Foodie. Estas são refeições com que podes alimentar teu cão durante todo o verão sem preocupações, pois são completas ao incluir os nossos núcleos Funcionais e Vitaminico-minerais específicos da Lenda, que fornecem todos os nutrientes necessários.

cão

E MUITO IMPORTANTE! Se não queres ter arrependimentos, não deixes o teu patudo no carro. É muito comum pensar que “não vai acontecer nada em meia hora”, mas num dia quente, poucos minutos podem ser suficientes para desencadear um golpe de calor. Na verdade, a maioria ocorre nessas circunstâncias e depois já é tarde demais.

Agora que sabes um pouco mais sobre como funciona o sistema termorregulador do teu companheiro de quatro patas, não deixes que nada te impeça de passarem o melhor verão juntos!

Picture of Ines

Ines

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Precisa de ajuda?