fbpx
Logo Lenda

Bolas de Pelo nos Gatos: 4 Maneiras de Evitar

Bola de pelo

As bolas de pelo são um problema muito comum em gatos, principalmente, devido ao facto de serem animais muito higiénicos. O constante interesse em lamber-se, leva-os a passar muito tempo a cuidar da sua pelagem, o que resulta na ingestão de uma grande quantidade de pelo que, misturado com secreções gástricas, forma uma massa compacta, conhecida como “tricobezoar”, embora seja mais comumente referida como bola de pelo. Isso nem sempre é um problema pois, normalmente, os gatos conseguem digerir essas bolas de pelo sem dificuldade, eliminando-as nas fezes ou até mesmo vomitando-as ocasionalmente, o que é considerado normal.

No entanto, algo que é fisiológico pode tornar-se um problema quando se acumulam em excesso, o que pode ter duas causas:

 1 – Limpeza em excesso 
😺 Os gatos lambem-se mais frequentemente, podendo fazê-lo de forma compulsiva. Isso pode ser causado por diversas razões, como stress ou alguma patologia na pele que cause desconforto e comichão, levando a um aumento de lambidelas. Pode ainda estar relacionado com a presença de parasitas, alergias, feridas ou dor.

2 – Queda excessiva de pelo
😺 Normalmente, durante os períodos de muda, a quantidade de pelo ingerida pode ser excessiva e pode resultar numa obstrução digestiva, o que constituiria um problema médico ao afetar o trânsito normal do sistema digestivo.

Além disso, não devemos esquecer a possibilidade de uma doença, ou distúrbio digestivo, que possa impedir a expulsão adequada das bolas de pelo, levando à sua acumulação e possível obstrução.

Os sintomas que devem alertar o proprietário para procurar um veterinário incluem: Tristeza, apatia e falta de apetite, com consequente perda de peso; Comportamento sedentário; Náuseas, regurgitação e/ou vómitos; Obstipação; Tosse seca; 🧐

No que diz respeito às bolas de pelo, a prevenção é a abordagem mais eficaz. Alguns dos cuidados a ter com os gatos baseiam-se em:

Escovar frequentemente: Deve ser feito, diariamente, durante os períodos de muda ou em raças de pelo comprido. Remover uma quantidade significativa de pelo, através da escovagem, ajudará a evitar que os gatos o ingiram.

Suplemento de maltose: Geralmente derivado de cevada, é uma pasta espessa de cor de mel. Deve ser administrado apenas quando necessário e não como regra geral ou para todos os gatos. Quando necessário, é importante escolher um suplemento de alta qualidade. Muitos proprietários cuidam, meticulosamente, da dieta dos seus animais de estimação, optando por alimentos de alta qualidade, mas acabam por dar, diariamente, um suplemento de maltose carregado de subprodutos e gorduras.

Estimular a ingestão de água: Isso facilitará a eliminação das bolas de pelo. Deve sempre estar disponível água limpa e fresca para o gato ou até mesmo fontes de água, ou torneiras, costumam atrair a atenção dos gatos.

Dieta apropriada: Além do teor de fibra, é importante escolher uma dieta que promova a saúde da pele e do pelo dos gatos, evitando a queda excessiva e, sendo facilmente digerível para promover um trânsito intestinal saudável. 😻

Picture of Inês Pinto

Inês Pinto

A minha gata Mia tem um papel fundamental na minha vida. Tal como ela, adoro aproveitar as longas tardes de sol.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WhatsApp
1
Precisa de ajuda?
Como evitar problemas com bolas de pelo nos gatos?