fbpx
Logo Lenda

Ruca e Rosa: Uma história sobre companheirismo e novos começos

O cão Ruca e a mlher Rosa a sorrir

A História do Ruca e da Rosa, remonta a 2013 quando Rosa, três anos depois da separação do pai, dos seus filhos e da morte da Jasmim, a patuda que acompanhou a sua família. Enquanto viviam na mesma casa, decide que estava na altura ideal de adotar um novo patudo que, para além dos seus filhos, lhe pudesse fazer companhia.


Foi então que, na primavera de 2013, Rosa se dirigiu à Associação Bracarense dos Amigos dos Animais (ABRA) à procura de um animal de companhia que preenchesse a falta que um patudo estava a fazer na sua vida.


Quando chegou ao Canil Municipal de Braga, Rosa visitou todos os animais que lá estavam e o Ruca chamou a sua atenção por, no meio de tanta agitação vinda dos outros animais, este estar num canto da box, sem ladrar e visivelmente assustado com toda a situação.
Rosa teve logo um instinto que a perguntar à voluntária que lá trabalhava, a história de vida do Ruca. Foi-lhe dito que este tinha sido deixado no Canil no dia anterior e que ainda estava a tentar ambientar-se à sua nova Realidade. A voluntária contou ainda a Rosa que a família que o deu para adoção o levou até à ABRA com uma profunda tristeza de o deixar lá, mas que o fizeram devido ao facto de terem crianças muito pequenas em casa que, ao não respeitarem o Ruca, faziam com que este ficasse sempre muito nervoso criando alguns conflitos entre as crianças e o patudo.
Sensível à história e principalmente ao comportamento dele no canil, Rosa decide então adotar o ruca que, naquele ano, tinha quatro anos.

Ruca e Rosa: Uma história sobre companheirismo e novos começos

O Ruca ganhou uma nova vida rodeada de pessoas que o acarinhavam e o amavam, e Rosa e os filhos uma companhia que desde sempre, mostrou muito gosto por dormir.
Conta-nos Rosa que de tudo fez com ele: passeavam todos dos dias juntos pelas redondezas da sua casa, iam muitas vezes à praia e acompanhava-a sempre que Rosa ia tomar café. Aliás, pelo que Rosa nos contou, acreditamos sem qualquer dúvida que o Ruca conhecia as ruas da cidade como a própria Rosa.

A Lenda entrou na vida do Ruca de uma forma engraçada: segundo a dona do patudo, o animal de companhia do seu antigo companheiro, O Isaac, já comia Lenda e durante uns dias, o Isaac teve que ficar em casa de Rosa. Como consequência, chegou a Lenda até casa do Ruca também levando a que este fizesse greve de fome durante o tempo que o Isaac esteve lá em casa porque preferia a comida dele à sua.
Conta-nos Rosa que se via perfeitamente que o Ruca gostava tanto da ração da Lenda que, de todas as vezes que lhes traziam comida, os dois começavam a correr para chegar primeiro ao comedouro do Isaac.
Desde esse dia que lá em casa, nunca mais faltou a receita Lenda Chicken e o Ruca nunca mais precisou de correr, pela ração do Isaac.

Ruca e Rosa: Uma história sobre companheirismo e novos começos


Com o passar do tempo o Ruca foi ficando gradualmente cego. Se até então seguia a sua família para todo o lado e adormecia vezes sem conta em todos os cantos da casa onde Rosa e os filhos estivessem, à medida que foi perdendo a visão, foi ficando pelo sofá.
O tempo passou pelo Ruca, mas Rosa e os filhos recordam o seu patudo como um leal companheiro, um patudo carinhoso e amoroso que gostava de companhia, de muitos mimos e de se cruzar com crianças, na esperança de reencontrar com aquelas que esteve antes de ser adotado.

Envia-nos a tua melhor foto com o teu patudo para portugal@lenda.pt e conta-nos a vossa história de amor.

”O Ruca fez-nos muito felizes!”

Picture of Inês Pinto

Inês Pinto

A minha gata Mia tem um papel fundamental na minha vida. Tal como ela, adoro aproveitar as longas tardes de sol.

4 respostas

  1. Sem dúvida que a nossa vida nunca mais foi igual depois dele ter entrado na nossa vida. E nunca mais será igual, desde que partiu. ✨
    Obrigada pela partilha da história e por terem estado presentes na vida do Ruquinha ❤️

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Precisa de ajuda?